“Com 16 anos, matei alguém.(…) Imagine agora que sou presidente.”

11 de novembro de 2017 0 Por Redação Urbs Magna
“Com 16 anos, matei alguém.(…) Imagine agora que sou presidente.”

MUND🅾   UR🅱S M🅰GN🅰

No Vietnã, participando da cúpula da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico quando fez um discurso, o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, declarou que matou uma pessoa a punhaladas quando era adolescente.

A declaração foi dada no mesmo momento em que Duterte ameaçou dar um tapa na enviada especial da ONU, Agnès Callamard (Vou lhe dar uma bofetada na frente de todos porque você me insulta.” ) por criticá-lo sobre as execuções sumárias ou arbitrárias que faz em ‘sua guerra’ às drogas.

High-level and Interactive Panel Discussion on “Ending Impunity:

Agnès Callamard

E achando pouco, o presidente filipino xingou todos os que criticam seu modus operandi:

As pessoas que criticam minha repressão contra o tráfico de drogas são umas filhas da puta. Quando era adolescente, entrava e saía da prisão, por brigas. Com 16 anos matei alguém. Uma pessoa de verdade em uma briga, a punhaladas. Foi por causa de um simples olhar. Imagine agora que sou presidente.

Rodrigo Duterte tem 72 anos e foi eleito em 2016 prometendo que erradicaria o narcotráfico das Filipinas. Sua polícia anunciou ter matado quase 4 mil pessoas e mais de 2 mil morreram em casos vinculados a drogas. Além disso, milhares de pessoas perderam as vidas em circunstâncias não esclarecidas.

Anúncios