Moro terá que depor e se defender de várias acusações de Tácla Duran

Agora é o juiz de Curitiba que vai ter que se defender das acusações de Tácla Duran, ex-doleiro da Odebrecht.

O depoimento do acusador, contra a ditadura do judiciário, já tem data definida pela CPMI da JBS. Será em 30 de novembro de 2017 e foi definida hoje, quarta-feira (08/11), pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito, que conta com deputados e senadores.

Os deputados federais Wadih Damous e Paulo Pimenta estiveram em Madrid para entrevistar Duran, que deverá apresentar provas materiais, incluindo gravações, para confirmar que Sérgio Moro atuava vendendo sentença, ou relaxamento nas condenações de réus na Lava Jato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: