França adverte EUA que saída do Pacto com Irã trará uma guerra inevitável

20 de outubro de 2017 0 Por Redação Urbs Magna
França adverte EUA que saída do Pacto com Irã trará uma guerra inevitável

Washington, 20 de outubro Urbs Magna

O abandono do acordo do programa nuclear iraniano seria o primeiro passo para a guerra, disse a ministra francesa da Defesa, Florence Parly

Precisamos do Pacto, deixá-lo seria um presente para os líderes da linha dura no Irã e o primeiro passo para futuras guerras“, disse Parly ao Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais em Washington.

Ao mesmo tempo, ela admitiu que a “atividade desestabilizadora” do Irã na região deve ser levada a sério, incluindo o seu programa de desenvolvimento de mísseis balísticos.

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou na sexta-feira passada que sua administração está se recusando a certificar que Teerã está cumprindo com oPacto.

Trump já declarou que o Congresso dos EUA deve corrijir os “erros” do acordo nuclear com o Irã e que se isso não for feito, o pacto seria “cancelado”.

O ministro das Relações Exteriores iraniano, Mohammad Yavad Zarif, disse no final de setembro que o Irã não faria o que os Estados Unidos querem e abandonaria o acordo do programa nuclear.

Teerã e o Grupo 5 + 1 (China, EUA, França, Reino Unido e Rússia mais a Alemanha) assinaram em Julho de 2015 um pacto que estabelece limitações sobre o programa nuclear do Irã, o que do contrário acarretaria em sanções internacionais.

Em janeiro de 2016, depois que a Agência Internacional de Energia Atômica confirmou que o Irã cumpre os requisitos do acordo, os Estados Unidos cancelaram algumas sanções impostas ao país islâmico, mas mantiveram outras restrições, não relacionadas ao programa nuclear.

Em meados de julho de 2017, o governo dos Estados Unidos ampliou as sanções financeiras para um total de 18 pessoas e entidades supostamente vinculadas aos programas nucleares e de mísseis de Teerã.

Anúncios