Semana ‘Che Guevara’ triangula o revolucionário ao Papa e ao PT

BRASIL Lula MUNDO NEWS O Papa PT

Mas o que FRANCISCO e o PARTIDO DOS TRABALHADORES têm a ver com isso?

Isolando-se o líder de guerrilha, temos um que é religioso. Mas e o outro – o que é o PT? O Brasil mesclará essa resposta que jamais será dada em uníssono porque o Brasil está dividido.

Quando mencionamos Che Guevara, imediatamente surge um escandaloso de plantão nos comentários gritando que o guerrilheiro foi um assassino sanguinário. Entretanto, queremos lembrar que à imagem de Guevara associa-se toda uma ideologia libertária que busca romper os laços entre opressores e oprimidos. Se Che Guevara estivesse no Brasil de hoje, e se fosse de sua vontade incorruptível, certamente já teria reunido uma grande quantidade de homens para invadir Brasília e expulsar de vez aqueles que nos oprimem com cortes de direitos que o povo conquistou com muita luta, mas que vão a público, na cara dura, pra dizer que são medidas para nosso crescimento econômico.

É bem fácil relacionar os ícones da imagem postada sem prejuízo à proposta isolada idealizada por cada um. Mas não há como conceber tal ideia com todo o ódio implantado no coração, abstraído daqueles discursos neoliberais que encheu a avenida Paulista de tolos fantasiados de desportistas ultranacionalistas em um passado recente que ainda faz parte dessa mesma temática.

Obviamente, não compactuamos da ideia de violência de Che. Mas seus valorosos princípios tratavam de tomar aquela brutalidade necessária e desassociá-la de seu idealismo político que somente teria chance de vencer daquela forma. Mesmo porque a própria violência pré-existia em Cuba, de prontidão, antes da chegada dos revolucionários. Fulgêncio Batista, o ditador, não entregaria a ilha a qualquer pessoa que proclamasse sua insatisfação com o regime. Desse modo, os métodos utilizados para a conquista da liberdade do povo cubano jamais poderiam ser pacíficos.

A vitória foi consumada e Cuba desenvolveu setores internos anos-luz à frente de outras potências do mundo, como a medicina e a educação. Entretanto, um embargo econômico imposto pelos EUA limitou bastante o crescimento em outros patamares. Mas o básico estava garantido para a população. O tempo passou, Guevara foi morto em combate na América do Sul e transformou-se no maior ícone da representatividade das lutas sociais por direitos do povo.

Enquanto isso, no Brasil, a ditadura matava estudantes, artistas e subjugava trabalhadores. Lulasurgiu no cenário defendendo sua classe específica. Che Guevara decolou como símbolo de luta. Muitos Papas católicos passaram pelo Vaticano. Luiz Inácio cresceu e entrou para a política, porque tinha o dom, ajudando fundar o Partido dos Trabalhadores. No mundo, escândalos diversos na Igreja Católica assombravam as pessoas. Lula conscientizou as pessoas e virou presidente garantindo a maioria dos avanços sociais idealizados pelo PT.

A direita não gostou, mas Lula venceu de novo. E depois disso, veio Dilma também do PT. A direita detestou. A Igreja estava sem moral com escândalos de pedofilia e outros. Francisco, da Argentina foi para o Vaticano como um Papa. E até então tem revelado sua alma bondosa agindo nos assuntos do povo. Mas não pode fazer muito, apenas pregar sua fé em Deus e pedir para que governantes tenha cuidado nas questões sociais.

O resto da história, todos já conhecem. E você, ao olhar novamente para a imagem desta postagem tenho certeza que o fará não mais com a mesma estranheza, porque depois de ler este texto não há mais aquele que não a compreenda.

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.