O Golpe mais sujo, espúrio e nojento que a democracia brasileira já sofreu

Esse é apenas um resumo. A história completa deve ser contada com todas as suas nuances, incluindo a Condução Coercitiva ilegal do ex-presidente Lula, as ações coordenadas de Gilmar Mendes com a PGR, as escutas ilegais de Moro e muito mais.

Nunca pensei que um substituto de uma Presidenta afastada, mas ainda não impedida pudesse formar um novo governo e impor novo projeto para a Nação. Isso é condenar antes de julgar. É desrespeitar os mais de 54 milhões de brasileiros que votaram neste projeto. E o STF não fez nada porque é partícipe urdidor deste golpe brutal à democracia e à esperança de um País mais justo.

Imagine o presidente de qualquer país viajar a serviço da nação. O vice assume interinamente e anula todos atos do presidente eleito, exonera ministros e nomeia outros. Extingue ministérios, orgãos criados por lei etc. Seria este o caso do Brasil. Tudo isso é puro jogo de cena. O povo está como naqueles filmes de vampiro em que a mocinha corre, corre e sente-se alviada quando encontra um guarda. Mas o guarda a abraça e lhe morde o pescoço, chupando-lhe o sangue. Foi golpe mezzzsmo. Chibata nas costas do povo.

1 – Julgamento do mensalão marcado para agosto de 2012 com ampla cobertura da grande mídia. Detalhe, em outubro haveriam eleições municipais. Mera coincidência certamente.
2 – A 1 mês das eleições de 2014 disparam a operação Lava Jato que investiga desvio de dinheiro na PETROBRAS. Atingindo duramente o PT, partido da presidenta e candidata a reeleição. Outra possível mera coincidencia,
3 – Dilma se reelege numa disputa apertada, onde a a grande mídia dava como certa a eleição de candidato da oposição Aécio Neves.
4 – O PSDB pede recontagem dos votos.
5 – A Veja aponta caminhos pra deposição da presidenta a saber dois : cassação via TSE (as contas já estavam aprovadas), ou por fraudes fiscais.
6 – Eduardo Cunha se elege presidente da câmara do deputados e se torna o principal inimigo de Dilma,
7 – O TCU que havia aprovado as contas do governo com ressalvas, e uma decisão inédia resolve reprovar as contas, utilizando como argumento os decretos suplementares, conhecidos como pedaladas, praticados por todos os governos anteriores, e governadores do país.
8 – O TSE resolve reabrir o processo de exame das contas de campanha, outrora aprovadas, em mais uma decisão inédita.
9 – A Lava Jato dispara uma operação por semana, e Vaza seletivamente sempre coisas que dizem respeito ao partido dos trabalhadores. Muitas delas jamais comprovadas.
10 – As agências de risco internacional, com alto grau de credibilidade como a S&P (????) começam rebaixar o os títulos do tesouro nacional.
11 – Intoxicadas por um bombardeio diáriio midiático, grande parte da população se revolta, e começam as mobilizações populares, dando horigem aos chamados COXINHAS.
12 – Operação Lava Jato prossegue, e Aécio Neves é citado 1500 vezes. Curiosamente não se abre uma única investigação contra o tucano.
13 – Surgem as contas de Cunha na Suiça.
14 – Conselho de ética da camara instaura processo de cassação do presidente da camara, que de posse de uns 5000 pedidos de impeachment dos mais diversos, ameaça a presidenta Dilma para os deputados do partido dos trabalhadores deem seus votos contrários a sua cassação.
15 – O PT declara que votará pela cassação. Eduardo Cunha aceita um dos 5000 pedidos de impeachment.
16 – Os grandes meios de comunicação dão uma cobertura ampla e hostil ao partido dos trabalhadores, ao mesmo tempo que atacam a crise economica, não abordando temas como a crise internacional, queda no preço das commodities, parlamento travado pelo presidenta da camara gangistes, preferindo sugerir que toda a culpa pela críse é de Dilma.
17 – Em meio convulsão social, é realizada a votação de abertura de um processo de impeachment mais vergonhoso da história da humanidade.
18 – O impeachment é admitido na camara dos deputados, o vice, que se mexeu mais do que dançarino de samba nos ultimos nove meses assume como presidente, e monta um ministério composto por pessoas investigas na lava jato, e integrandes da oposição derrotada nas urnas.
19 – Em 15 dias o governo interino comete uma série de trapalhadas histórica, e é chamado de Golpista. Acionada por deputados do PP, a ministra Rosa Weber intima a presidenta afastada a explicar o uso do termo GOLPE.
20 – Na semana de 23 de maior, surgem uma série de gravaçoes, com o ex presidente da transpetro, ex senador pelo PSDB, com integrantes do governo interino que explicam à ministra Rosa Weber, o por que do impeachment ser reconhecido internacionalmente como GOLPE.

 A fonte desta matéria é uma
coletânea de comentários de
internautas nas páginas que
noticiaram a intervenção ilegal
no governo de Dilma Rousseff

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: