Lula e PT: inocentes e vítimas de cilada

7 de outubro de 2017 0 Por Redação Urbs Magna
Lula e PT: inocentes e vítimas de cilada

Nos tempos áureos do “tucanato”  nosso país viveu um quadro de desemprego incomum que somou 11 milhões de brasileiros. Fome e miséria com inflação na casa 12,5%, juros de 45% ao ano com o sr. Armínio Fraga no comando do Banco Central e um salário de miséria que só dava para comprar 1,5 cesta básica. Além disso, Fernando Henrique Cardoso (PSDB) deixou o país pendurado até o pescoço com dívidas contraídas junto ao Fundo Monetário Internacional e a população à deriva durante 8 anos sem aumento salarial. Sem falar do problema do apagão. Sem falar da corrupção que ele jogou pra debaixo do tapete cujos esquemas foram montados desde Golbery, Ustra e Cia.

Mas Lula, ao assumir a presidência, pagou toda a dívida do FMI,  fez o país atingir a menor taxa de desemprego da história (5%), o salário mínimo teve uma recuperação do seu poder de compra em 72%, com um reajuste anual de 50 reais. Sem esquecer, que o governo Lula/Dilma tirou 36 milhões da linha da pobreza, tirou o Brasil do mapa da fome, segundo a ONU ( hoje copiado em muitos países ), e inseriu sete milhões de jovens na universidade. Por isso, Lula é sempre lembrado pelo povo e é bem cotado em pesquisa de opinião, para desespero da direita reacionária, fascista e golpista que não sabe mais o que fazer para desconstruir o Lula antes de 2018. Uma coisa é certa: como candidato a presidente ele ganhará graças a todo o legado supracitado.

Os coxinhas ficarão reduzidos às suas insignificâncias, sendo analfabetos políticos funcionais como sempre foram, sem fórum de discussão política,  sendo teleguiados pela mídia tendenciosa e por esses corruptos da corrente de  militares homofóbicos, preconceituosos… e de civis de caráter assassino. Hoje presenciamos a ação da maior quadrilha já registrada na história brasileira, com os maiores esquemas de corrupção de que se tem notícia.

Mas não se iludam, golpistas. Não vai ficar pedra sobre pedra.

Anúncios