Gilmar Mendes pede que Michel Temer explique o decreto que extingue reserva na Amazônia

#FORATEMER BRASIL ECONOMIA Fora Temer POLÍTICA

Ministro do STF é relator de ação movida pelo PSOL contra decreto de Temer que acaba com a reserva

Por UrbsMagna 30/08/2017 22h10

Gilmar Mendes fixou em dez dias o prazo para que o presidente Michel Temer explique o decreto publicado nesta semana que extinguiu a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), área na divisa dos estados do Amapá e do Pará. O ministro é o relator da ação movida pelo PSOL contra o decreto.

Antes, o governo havia publicado o primeiro decreto extinguindo a Renca alegando que a reserva “não é um paraíso” e que existe garimpo ilegal na região. O Ministro do Meio Ambiente também fez uma declaração polêmica ao afirmar que “a Amazônia não é o pulmão do mundo”.

O decreto inicial, alvo de críticas de vários setores da sociedade, foi substituído por um novo decreto com um novo texto, revogando a medida anterior, contudo mantendo a extinção da Renca e que, segundo o Palácio do Planalto as regras para exploração mineral na região ficaram mais claras.

Hoje pela manhã, a Justiça Federal em Brasília determinou a suspensão imediata de “todo e qualquer ato administrativo” que busque extinguir a Renca – uma área com cerca de 4 milhões de hectares, aproximadamente o tamanho da Dinamarca, e com potencial de extração de ouro e outros minerais, como ferro, manganês e tântalo.

Também foi divulgado que a filha de Romero Jucá, Mariana Jucá, seria beneficiada com o decreto por ser sócia de uma empresa de mineração justamente na área em questão.

 

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.