Receitas para desintoxicar o corpo com maçãs

capture-20170916-110452

Varrendo as toxinas do organismo

Devemos desintoxicar nosso organismo ao menos uma vez por mês.

Não é complicado. apenas devemos ser disciplinados ao encarar com seriedade esta saudável rotina mensal. Mas como?

Muitos alimentos que consumimos contém toxinas alimentares que vão se acumulando no aparelho digestivo e dalí acabam se espalhando por todo o corpo humano. Por isso precisamos de uma limpeza periódica. 

Podemos utilizar um limpador bem natural, fácil de encontrar e muito barato: a maçã – rica em pectina (uma fibra que faz uma varredura em nosso intestino através de um processo indolor e eficiente).

A cada dez, quinze ou trinta dias, então, você não vai comer nada além de maçã. Somente maçã durante as 24 horas do dia escolhido para a limpeza. Então aqui vai algumas sugestões:

Café da Manhã:
Suco de 1 maçã sem açúcar ou adoçante adicionado com o suco de 1/2 limão. 
Duas horas após deverse-á ingerir mais 2 maçãs.
Almoço:
Chá com casca da maçã orgânica acrescido de mel para adoçar.

Após duas horas deverse-á consumir entre 2 e 4 maçãs.
Lanche:
Quando sentir fome de novo é só beber outro suco de maça.
Jantar:
Purê de maçã sem casca com duas colheres de mel.

Essa desintoxicação alimentar também auxilia no tratamento de gota, ácido úrico, reumatismo, artrite, obstrução dos vasos sanguíneos, tratamento do sistema nervoso, estimulação do metabolismo e consequente perda de peso.

Fora deste tratamento você também poderá comer maçãs todos os dias

Anúncios

Sobre dibarbosa

O autor estudou Letras, Língua Portuguesa, Latim, Grego, Espanhol, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, Gestão da Informação na Universidade Federal do Paraná e Geografia no Setor de Ciências da Terra do Centro Politécnico da UFPR. Conhece os Estados de Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Bahia, passagens geográficas que influenciaram decisivamente em sua formação cultural levando-se em conta a grande diversidade étnica brasileira, o que também teve um papel fundamental na consolidação de sua sensibilidade literária. É autor de três livros intitulados "A Urbs Magna", "Teu Olho Direito É Meu" e "Kiosk 25", todos sob o codinome Dino Barsa, além de dezenas de poemas e outros pequenos projetos ainda em construção. Tem a música como hobby e, sendo instrumentista desde o início da adolescência, raramente passa o tempo sem seus instrumentos preferidos: a gaita de boca e o violão. Ainda, é adepto da alimentação com base nos superalimentos em associação com atividades físicas. Tem como costume a prática da empatia como forma de enxergar melhor o vasto mundo em que vivemos. Todos são bem-vindos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s