Intestino e Fígado saudáveis com ‘kvass de beterraba’ e nunca mais vá ao médico

27 de abril de 2017 1 Por Redação Urbs Magna
Intestino e Fígado saudáveis com ‘kvass de beterraba’ e nunca mais vá ao médico

capture-20170916-1104521 xícara antes das refeições e a fadiga e os sintomas de cândida desapareceram imediatamente.

Kvass é uma bebida fermentada de origem russa, rica em lactobacilos, geralmente feita a partir de um pedaço de pão seco ou da própria massa crua do pão. Refresca, alimenta e é muito popular. 

Tem sido amplamente usado na Europa em terapias contra o câncer. É também excelente contra fadiga, sensibilidade a produtos químicos, alergias e problemas digestivos. 

Médicos naturalistas o consideram um verdadeiro tônico restaurador de todo o aparelho digestivo.

O kvass de beterraba aparentemente ajuda no controle da candidíase por seus extraordinários poderes curativos: grande tônico do sangue, promove a regularidade intestinal, ajuda a digestão, alcaliniza o sangue, limpa o fígado e é um bom tratamento para pedras nos rins. 

A receita que vamos ensinar segue fielmente a versão original:

  • 2 beterrabas médias ou 3 pequenas, sem casca, picadas com faca
  • 1 quarto de xícara de soro de leite feito em casa – colocar leite numa vasilha e deixar talhar, coar num pano e colher o soro em outra vasilha (o  coalho, pendurado numa trouxinha de pano durante a noite, vira um queijinho para quem não está em dieta)
  • 1 colher de chá de sal

 MODO DE PREPARO:

  1. Coloque as beterrabas picadas, o soro e o sal num vidro de um litro e complete com água filtrada.
  2. Mexa, tampe bem e mantenha em temperatura ambiente por dois dias. Vai fermentar (haverá a formação de bolhinhas).
  3. Depois guarde na geladeira. Coe e beba.
  • Tome uma ou duas xícaras por dia, tirando-as da geladeira algumas horas antes.
  • Quando o kvass estiver quase acabando, encher novamente o vidro com água filtrada, tampe bem, deixe outra vez dois dias em temperatura ambiente e guarde na geladeira.
  • Consuma e depois descartar tudo, começando novamente com beterrabas frescas.
  • Em vez de picar a beterraba, você pode triturá-las. Mas, além de dar mais trabalho, o sabor fica mais forte.

Fonte: curapelanatureza

Anúncios