Mofo e bolor podem afetar seu cérebro

Médicos não sabem diagnosticar sintomas de doenças do mofo

O envenenamento  do corpo causado pelo mofo ou bolor confunde os diagnósticos da maioria dos médicos. E este problema é mais comum em grávidas, bebês e idosos, agravando casos de asma ou mesmo causando infecções graves.
São muitos os tipos de fungos que crescem em filamentos e se reproduzem através da formação de minúsculos esporos que brotam e voam, invisíveis aos nossos olhos. É um problema tão perigoso que pode até afetar o sistema nervoso central.
Atenção para todos os sintomas:
Irritação na garganta e/ou na pele, Problemas respiratórios, Rinite, Sinusite crônica, Hemorragias pulmonares, Insuficiências do sistema imunológico, Fadigas, Dores de cabeça/Vertigem, Variações de humor, Câncer, Memória/Confusão mental/Foco, Cãibras/Dores nas articulações e corpo, Dormência/Formigamento, Sensibilidade à luz/Olhos vermelhos/Visão turva, Rinite/sinusite/tosse/asma, Tremores, Náuseas e diarreia, Alterações do apetite, Gosto de metal na boca, Ganho de peso, Sudorese noturna, Sede, Muita urina.
Removedor de mofo simples:
100 ml de lixivia em 1 litro de agua. Deixar agir no local esfregado por 5 minutos antes da limpeza definitiva. Produtos dos supermercados são ideiais para remoção do mofo em tetos e paredes devendo serem usados após o removedor de mofo simples.

Anúncios

Sobre dibarbosa

O autor estudou Letras, Língua Portuguesa, Latim, Grego, Espanhol, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, Gestão da Informação na Universidade Federal do Paraná e Geografia no Setor de Ciências da Terra do Centro Politécnico da UFPR. Conhece os Estados de Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Bahia, passagens geográficas que influenciaram decisivamente em sua formação cultural levando-se em conta a grande diversidade étnica brasileira, o que também teve um papel fundamental na consolidação de sua sensibilidade literária. É autor de três livros intitulados "A Urbs Magna", "Teu Olho Direito É Meu" e "Kiosk 25", todos sob o codinome Dino Barsa, além de dezenas de poemas e outros pequenos projetos ainda em construção. Tem a música como hobby e, sendo instrumentista desde o início da adolescência, raramente passa o tempo sem seus instrumentos preferidos: a gaita de boca e o violão. Ainda, é adepto da alimentação com base nos superalimentos em associação com atividades físicas. Tem como costume a prática da empatia como forma de enxergar melhor o vasto mundo em que vivemos. Todos são bem-vindos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s