O lado escuro da Barragem de Belo Monte no Brasil (fotografias)

1

Por Elissa Curtis e Amanda Sakuma

última atualização em 05/nov/2014

Uma vista do canteiro de obras da hidrelétrica de Belo Monte, 13 de maio de 2014. A capacidade prevista do complexo da barragem é 11.233 megawatts (MW) o que será o segundo maior complexo hidrelétrico do Brasil e no mundo terceira maior em capacidade instalada. Uma vez concluída, a barragem irá desviar 80% do fluxo do rio Xingu, inundando uma área de 415 quilômetros quadrados e forçando o deslocamento de 20.000 a 40.000 pessoas.

O Maior projeto de construção do Brasil atualmente em curso fica a milhares de quilômetros do Rio de Janeiro e São Paulo, principais concentrações urbanas do país. No coração da Amazônia, o Brasil está trabalhando para aproveitar o poder da energia potencial do rio Xingu na construção da enorme barragem de Belo Monte. Prevista para ser concluída em 2019, a barragem será a terceira maior do mundo, atrás da China Three Gorges e Brasil-Paraguai Itaipu.

A barragem fornecerá 11.233 megawatts de energia para uso residencial e comercial em todo o Brasil ao custo de 14,4 bilhões de dólares. Mas Belo Monte carrega uma grave crise humanitária e ambiental com ativistas lutando para preservar os principais afluentes do Amazonas e as comunidades das diversas tribos indígenas da região. Uma das cidades da região mais atingida pelo projeto de construção é Altamira. Pelo menos 20 mil pessoas, em uma contagem oficial, que vivem lá deverão ser forçadas a deixar suas casas, mas ativistas dizem que o número é 40 mil. Enquanto isso, milhares de trabalhadores migrantes trazidos para a área de construção da barragem estão alimentando a sociedade do submundo do crime, como o uso de drogas e a prostituição, além de destruir tribos indígenas da região. O Fotógrafo Tommaso Protti esteve na região e capturou a crise humana que ameaça as comunidades ao longo do rio Xingu. As fotograias exploraram a sensação de instabilidade presente na cidade de Altamira e da área afetada pela barragem de Belo Monte, bem como ajudaram a levantar questões sobre os impactos sociais resultantes da criação de grandes usinas hidrelétricas, de acordo com Protti.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Um comentário sobre “O lado escuro da Barragem de Belo Monte no Brasil (fotografias)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s