Rússia quer exportar água de beber

25 25-03:00 dezembro 25-03:00 2013 0 Por Redação Urbs Magna
Rússia quer exportar água de beber

Durante os próximos 17 anos a Rússia poderia começar a exportar água doce, pois tem 10% das reservas mundiais deste recurso, informa o Ministério do Desenvolvimento Econômico da Rússia.

Última atualização: 07/02/2015

A Rússia está em segundo lugar, após o Brasil, na detenção das reservas de água potável.

“No futuro, a Rússia poderá fornecer água potável para zonas com escassez realizando projetos ambientais internacionais de grande escala”, diz um relatório do Ministério russo de Desenvolvimento Econômico, citado pela agência Ria Novosti.

Especialistas russos dizem que seria lucrativo vender água para a China, Oriente Médio e Norte da África.

Para diversificar, as exportações russas também incluiriam frutos silvestres, ervas e bálsamos, assim como frutas secas e castanhas. Em 2012, o petróleo e outras fontes de energia foram responsáveis por 71% das exportações russas.

Em agosto do ano de 2012, o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, disse que a escassez de água doce no mundo pode se tornar um obstáculo para o crescimento econômico e até mesmo causar guerras.

Fonte: Periodismoalternativo e RT.com

Anúncios