Exames detectam gays no Golfo

Os países do Conselho de Cooperação do Golfo procuram introduzir evidência médica para os viajantes para que possam “detectar” os homossexuais e impedi-los de entrar no país.

Bahrain, Kuwait, Qatar, Omã, Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos propõem exames médicos para detecção dos gays já em 11 de novembro. O diretor de saúde pública do Ministério da Saúde do Kuwait, Yousuf Mindkar, disse que “os centros de saúde a partir de agora irão tomar medidas mais rigorosas para ajudar a detectar gays”. Uma vez identificadas, as pessoas homossexuais, será proibida a entrada em Kuwait ou qualquer um dos Estados membros do CCG”, disse. Ele não especificou que medidas particularmente pretendem implementar.
Atos homossexuais são proibidos no país, e a prisão pode ser de até 10 anos, especialmente se as pessoas envolvidas forem menores de 21 anos.

Dentre os catorze países e territórios da região geográfica chamada de Oriente Médio, onze possuem legislação que criminaliza as relações sexuais entre pessoas do mesmo gênero. Dentre estes, quatro oficialmente autorizam a pena de morte e, outro, pune apenas relacionamentos entre homens. Arábia Saudita – Bahrein – Emirados Árabes Unidos – Iémen – Irão – Iraque – Israel – Jordânia – Kuwait – Líbano – Omã – Palestina – Qatar – Síria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s