Martin Luther King foi assassinado pela CIA, revela Snowden

Snowden disse, através do microblog twitter, que tem provas de que o líder negro Martin Luther King foi assassinado pela CIA

Snowden disse também a jornalistas que tinha prova de que Martin Luther King foi assassinado em uma conspiração secreta da CIA.

MOSCOU – Edward Snowden, o delator da NSA que revelou ao mundo os documentos secretos da CIA compartilhando-os na Internet, disse a repórteres que indiscutivelmente tem provas de que Martin Luther King foi assassinado pela CIA. Snowden escolheu o dia de comemoração do 50º aniversário da morte de Martin Luther King para liberar documentos com provas impressionantes por sua importância simbólica para os americanos. Este feriado é um momento para recordar o famoso discurso “Eu tenho um sonho” que se transformou em um pesadelo em muitas áreas urbanas onde as escolas ainda são segregadas e a única forma de mobilidade social da esquerda é o tráfico de drogas. Snowden disse acreditar que um grupo rebelde dentro da CIA agiu impunemente contra os negros. O mesmo grupo que assassinou John Hennedy e que também contratou cientistas que inventaram o crack. Então, eles enviaram agentes para os centros urbanos negros para ensinar os traficantes tudo sobre o crack, garantindo que o desequilíbrio socioeconômico continuasse a favorecer os brancos. Não é uma coincidência que, na guerra contra as drogas tenha sido preso milhões de negros? Com base nisso esta conspiração dentro da CIA tinha mais fidelidade à Ku Klux Klan do que com o governo dos EUA e parece que ainda está operando até hoje. É hora de deixar o povo de Martin Luther King ir. Eles já estão sofrendo há tempo suficiente. “

Anúncios

Sobre dibarbosa

O autor estudou Letras, Língua Portuguesa, Latim, Grego, Espanhol, na Universidade Federal do Rio de Janeiro, Gestão da Informação na Universidade Federal do Paraná e Geografia no Setor de Ciências da Terra do Centro Politécnico da UFPR. Conhece os Estados de Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Bahia, passagens geográficas que influenciaram decisivamente em sua formação cultural levando-se em conta a grande diversidade étnica brasileira, o que também teve um papel fundamental na consolidação de sua sensibilidade literária. É autor de três livros intitulados "A Urbs Magna", "Teu Olho Direito É Meu" e "Kiosk 25", todos sob o codinome Dino Barsa, além de dezenas de poemas e outros pequenos projetos ainda em construção. Tem a música como hobby e, sendo instrumentista desde o início da adolescência, raramente passa o tempo sem seus instrumentos preferidos: a gaita de boca e o violão. Ainda, é adepto da alimentação com base nos superalimentos em associação com atividades físicas. Tem como costume a prática da empatia como forma de enxergar melhor o vasto mundo em que vivemos. Todos são bem-vindos.

1 Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s