Em uma década, o percentual de municípios com Fundo de Meio Ambiente passa de 1,5% para 37,2%

Em uma década, o percentual de municípios com Fundo de Meio Ambiente passa de 1,5% para 37,2%

Dentre os temas investigados pela MUNIC 2012, os principais resultados apontam que o percentual de municípios com Fundo de Meio Ambiente saltou de 1,5% em 2002 para 37,2% em 2012. Em relação aos recursos para a Gestão Municipal, constatou-se que o percentual de municípios que adotam mecanismos de atração de investimentos aumentou de 49,5% em 2006 para 62,9% em 2012.

No tópico Transporte, destaca-se que apenas 3,8% dos municípios possuem um Plano Municipal de Transportes, apesar de 74,3% (4.133) dos municípios declararem possuir estrutura organizacional para cuidar do tema. Somente 3,7% contam com Fundo Municipal de Transporte e 6,4% possuem Conselho Municipal de Transporte.

Sobre Segurança e Justiça, vale ressaltar o número de municípios onde a guarda municipal utiliza-se de armas de fogo (153) e a diminuição considerável de municípios com estrutura de segurança diretamente ligada ao gabinete do prefeito: de 48,6%, em 2006, para 37,2%, em 2012.

Em 2012, a MUNIC investigou, pela primeira vez, alguns aspectos da estrutura administrativa e legal da política de Segurança Alimentar e Nutricional, concluindo que 39,3% dos municípios possuem estrutura organizacional para isso. O percentual de municípios que possuem Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional é baixo, 17,7% (986).

Outro dado importante é que 16,4% (911) dos municípios brasileiros tinham recursos orçamentários municipais previstos para o financiamento de políticas de segurança alimentar e nutricional, exceto contrapartidas de convênios com os governos estadual e federal.

Também pela primeira vez, a MUNIC investigou se a prefeitura garante o acesso à internet através de conexão wi-fi, concluindo que 795 oferecem esses serviços. Além disso, 90,5% dos municípios possuem política ou plano de inclusão digital e 76,8% instalaram computadores na rede pública de ensino.

Além desses dados, a MUNIC traz um levantamento detalhado da organização das prefeituras, quadro funcional, instrumentos fiscais, políticas de planejamento, oferta de serviços e infraestrutura urbana, dentre outras informações ligadas aos temas comunicação e informática, transporte, cultura, assistência social, segurança pública, meio ambiente e segurança alimentar e nutricional. Em sua décima edição, a pesquisa investigou todos os 5.565 municípios instalados. A coleta foi realizada entre maio e dezembro de 2012.

A publicação completa pode ser acessada pelo linkhttp://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/perfilmunic/2012/default.shtm

39,3% dos municípios tem estrutura de segurança alimentar e nutricional

Em 2012, a MUNIC investigou, pela primeira vez, alguns aspectos das estruturas administrativa e legal da política de segurança alimentar e nutricional, concluindo que 39,3% (2.187) dos municípios possuíam estrutura organizacional para isso, a maioria ligada à administração direta na forma de setor subordinado a outra secretaria (78,1%). Regionalmente, o Nordeste (46,2%) apresentou o maior número de municípios com estrutura e observou-se que, mesmo em Roraima e no Acre, onde não há qualquer estrutura em nível estadual, encontram-se municípios estruturados.

Quanto à existência de um Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional – instrumento adequado para trazer a gestão da segurança alimentar e nutricional à sociedade civil –, 27,1% (1.507) dos municípios brasileiros informaram a existência de Conselho. Com relação ao funcionamento, 73,2 % (1103) se reuniram nos últimos 12 meses e 30,5% (459) receberam recursos orçamentários do governo municipal para apoio a suas atividades. Apenas em Roraima, nenhum dos municípios possuía conselho, diferente do que ocorreu na instância estadual, pois todas as Unidades da Federação possuíam um Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, em 2012.

Entretanto, apenas 5,2% dos municípios brasileiros (291) possuíam Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional para promover a articulação e integração entre os órgãos e entidades da administração pública e garantir a execução das políticas do setor. Em relação a um Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, o percentual também é baixo: 17,7% (986) dos municípios apresentavam tal instrumento. Examinando as ações contempladas nesses planos, predominam aquelas para a alimentação escolar, aquisição de alimentos da agricultura familiar, educação alimentar e nutricional e ações de saúde e nutrição; já ações voltadas para pesquisas, estudos e diagnósticos relacionados à segurança alimentar e nutricional, construção de cisternas e utilização de sistema informatizado para gestão, monitoramento e avaliação da política foram as menos contempladas.

Em 2012, apenas 16,4% (911) dos municípios brasileiros tinham recursos orçamentários municipais previstos para o financiamento de políticas de segurança alimentar e nutricional, exceto contrapartidas de convênios com os governos estadual e federal.

Apenas 3,8% dos municípios possuem Plano Municipal de Transporte

Em 2012, 4.133 (74,3%) municípios brasileiros possuíam estrutura organizacional para cuidar de transporte, 6,4% possuem Conselho Municipal de Transporte e 3,7% contam com Fundo Municipal de Transporte. A MUNIC também constatou que apenas 3,8% dos municípios do país possuem Plano Municipal de Transporte. Com relação ao tipo de transporte existente, 0,3% dos municípios possuem metrô, 2,5% possuem trem, 55,3% contam com o serviço de mototaxi, 67,7% possuem vans e, em relação aos ônibus, 38% (2.114) possuem ônibus municipal e 85,8% (4.775), ônibus intermunicipal.

Guarda Municipal usa arma de fogo em 153 municípios brasileiros

Segundo a MUNIC, nos últimos seis anos pesquisados, houve uma diminuição considerável de municípios com estrutura de segurança diretamente ligada ao gabinete do prefeito: de 48,6% do total de municípios do país, em 2006, para 37,2%, em 2012.

A Guarda Municipal está presente em 17,8% (993) dos municípios, sendo que em 153 utiliza armas de fogo. Em relação às delegacias de polícia, o total de delegacias gerais diminuiu (de 83,7% para 81,8%) e o de especializadas aumentou entre 2009 e 2012, o que provavelmente aconteceu por conta das políticas públicas direcionadas especificamente a determinadas parcelas da população, como mulheres, crianças e adolescentes e idosos.

Sobre a existência de coordenadoria municipal ou outra unidade de defesa civil nos municípios, verificou-se um aumento de 7,0% de 2009 para 2012 (de 59,3% para 66,3%). A Região Sul se destaca com 89,4% de municípios com algum tipo de unidade de defesa civil. Na Região Sudeste, os estados do Rio de Janeiro (96,7%) e Espírito Santo (92,3%) apresentaram as proporções mais elevadas da Região Sudeste (73,3%). Os menores percentuais são os das Regiões Centro-Oeste (32,0%) e Norte (36,7%).

Unidades de conservação municipais existem em 24,4% dos municípios em 2012

Entre 2002 e 2012, a MUNIC constatou que o percentual de municípios com algum tipo de estrutura na área ambiental (secretaria, setor ou órgão de administração indireta) aumentou de 67,5% para 88,5%. Destacam-se também o percentual de municípios com Fundo de Meio Ambiente – que saltou de 1,5%, em 2002, para 37,2%, em 2012 -, Conselho de Meio Ambiente (de 34,1%, em 2002, para 63,6%) e Comitês de Bacia Hidrográfica (de 46,8% para 67,4%). Houve ganhos também na participação dos municípios com legislação específica para a área ambiental (de 42,5%, em 2002, para 55,4%, em 2012) e com Unidades de Conservação Municipais (de 17,1% para 24,4%).

Ainda é relativamente baixo o percentual de municípios com Lei de parcelamento do solo para fins urbanos, definindo zonas prioritárias para proteção ambiental (21,8%), com Plano de Contingência ou Emergência para casos de desastres ambientais (11,8%) e que realizam Pagamento por serviços ambientais (7,5%) como estímulo à recuperação, manutenção e melhoria dos ecossistemas.

62,9% dos municípios adotam mecanismos de atração de empreendimentos

Verificou-se na MUNIC 2012 o maior esforço de adequação da estrutura administrativa e da tributária com vistas ao aumento dos recursos financeiros próprios, destacando-se o investimento na modernização de uma série de instrumentos de controle da arrecadação, como a informatização dos cadastros de Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU e Imposto Sobre Serviços – ISS. Da mesma forma, a ampliação da base arrecadatória dos municípios, com a instituição de diferentes tipos de taxas e da concessão de incentivos a atração de empreendimentos são importantes mecanismos que contribuem para o crescimento da arrecadação tributária dos municípios.

Em 2006, 49,5% dos municípios adotaram os referidos mecanismos, passando para 62,9% em 2012, um crescimento de 27%. Os tipos de mecanismos de incentivos mais frequentes são os mecanismos não-fiscais, como a cessão (24,2%) e doação (26,3%) de terrenos.

Comunicação e informática: 76,8% dos municípios possuem computadores na rede pública de ensino

Em 2012, 95,0% (5.289) dos municípios disponibilizavam alguma forma de atendimento à distância, sendo que o atendimento via internet é o mais frequente (88,7%). Também se constatou que 74,5% dos municípios possuem página na internet, sendo que 11,2% (466) destes declararam que suas páginas são acessíveis a pessoas com deficiência. A MUNIC também investigou a existência de política ou plano de inclusão digital, e 90,5% (5.034) dos municípios informaram desenvolvê-los. Como projetos e ações de inclusão digital, 76,8% declararam ter instalado computadores na rede pública municipal de ensino e 76,2% informaram a criação de telecentros. Pela primeira vez, a MUNIC investigou se a prefeitura garante o acesso à internet através de conexão wi-fi, concluindo que 795 (14,3%) municípios oferecem esses serviços, sendo que em 744 (13,4%) o acesso é gratuito, em 382 (6,9%) a cobertura se restringe a alguns bairros da área urbana e em 181 (3,3%) há cobertura em áreas urbana e rural.

Bibliotecas públicas existem em 97% dos municípios

Dentre as características da estrutura cultural dos municípios, a MUNIC observou que apenas 32,3% dos municípios possuem Conselho Municipal de Cultura. Em relação às seis características identificadas nos Conselhos (paritário, consultivo, deliberativo, normativo, fiscalizador e realização de reunião anual), a média geral para o país é de 4,2 instrumentos. Além disso, a MUNIC investigou a legislação de proteção ao patrimônio cultural material (presente em 29,9% dos municípios) e imaterial (presente em 9,8%), a existência de equipamentos culturais, como bibliotecas públicas (97%), por exemplo, e as atividades artísticas e culturais existentes nos municípios, dentre outros tópicos.

Assistência Social: 72,6% dos municípios possuem secretaria exclusiva

Quanto à municipalização da assistência social, os resultados de 2012 demonstraram que a estrutura organizacional da Política Municipal de Assistência Social se manteve presente na quase totalidade dos municípios, em sua maioria ligada à administração direta e caracterizada como secretaria exclusiva ou secretarias em conjunto com outras políticas. Com relação à existência de estruturas caracterizadas como secretaria municipal exclusiva, que em 2005 estava presente em 59,0% dos municípios, atingiu 72,6% no ano de 2012; já os municípios com o órgão gestor caracterizado como setor subordinado à chefia do executivo passam de 12,9%, em 2005, para apenas 3,6% em 2012. Com status de secretaria, a política de assistência social com estrutura exclusiva ou associada à outra política estava presente em 93,7% dos municípios, o que indica a contínua valorização desta política do ponto de vista da gestão municipal.

Região Sul é a que possui mais instrumentos participativos de planejamento e gestão urbana

Em 2012, o Brasil possuía 1.231 municípios com conselho municipal de política urbana, o equivalente a 22,1% do total de municípios. Embora baixa, essa proporção representa um crescimento de 68,3% quando comparado a 2005 (731 municípios ou 13,1%). As maiores proporções de municípios com os respectivos conselhos se encontram na Região Sul, com 40,3% em 2012. Em relação às frequências das reuniões, indicador que mede a atuação dos conselhos, a pesquisa mostrou que em 72,1%(888) dos conselhos municipais houve reuniões nos últimos 12 meses. Isso significa que 27,9% dos conselhos não se reuniram no período indicado, proporção que não é desprezível dada sua importância na natureza do processo de formulação das políticas públicas.

A MUNIC também constatou que 2.658 (47,8%) municípios possuíam Plano Diretor em 2012, enquanto em 2005 eram 805 (14,5%) municípios. Assim como em relação aos conselhos, a região Sul também apresentou a maior cobertura, com 69% dos seus municípios declarando possuírem planos diretores em 2012, o que sugere o seu maior alinhamento com a necessidade de se adotar instrumentos de planejamento e gestão urbana participativos.

Entre 2005 e 2012, pessoal ocupado na administração direta aumenta 33,2%

Entre 2005 e 2012, o número total de pessoas ocupadas na administração direta e indireta municipal brasileira cresceu 31,7% (1.512.611 pessoas a mais), totalizando, em 2012, 6.280.213 pessoas, ou 3,2% da população estimada do Brasil. O quadro de recursos humanos das prefeituras está, na sua maioria, na administração direta (95,3% ou 5.985.248 pessoas), enquanto apenas 4,7% (294.965) está na administração indireta (empresas e fundações).

O contingente de pessoas ocupadas na administração direta aumentou 33,2% (1.491.094) entre 2005 e 2012 e a maior parte dos ocupados nessa esfera é servidor estatutário (62,6% ou 3.746.899). Já na administração indireta, entre 2005 e 2012 houve um acréscimo de 7,9% (21 mil pessoas a mais) no pessoal ocupado, mas o número de municípios que possui essa esfera de administração diminuiu de 1053 para 1033 (-1,9%). O maior percentual dos ocupados na administração indireta também possui vínculo estatutário (40,8% ou 120.427 pessoas).

 

Comunicação Social
03 de julho de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s